Buscar
  • Fernanda Damy Haybittle

Como marcas pequenas podem usar melhor seus hubs do mundo real para impulsionar suas vendas?



Para quem não sabe, eu já tive uma marca de bolsas e foi essa experiência que me fez chegar até o universo dos pequenos negócios. No Instagram, @dervishbags .


gif

A internet evolui numa velocidade absurda mas na minha época ainda não estávamos tão familiarizadas com as vendas pela online: o mundo real, físico, as lojas de rua, feiras e afins eram fundamentais para quem queria crescer sua marca e suas vendas. Esse período foi mesmo uma escola de empreendedorismo na prática, “real oficial”!


Com o crescimento absurdo das vendas online impulsionado também pela pandemia e pelas facilidades que a tecnologia oferece, marcas menores, autorais e com menos recursos financeiros para investir massivamente em anúncios e posts patrocinados se vêem numa sinuca.
Tentam a todo custo “bombar” na internet, investem o que não tem em propaganda, e negligenciam aquilo que pode ser o caminho mais seguro e interessante: construir as bases de um negócio offline, a venda direta para seus círculos sociais, oferecer seus produtos em lojas multimarcas e ter representantes comerciais, pessoas dedicadas a vender seu produto que trabalharão por comissão.

Dessa forma, a hierarquia de prioridades se inverte: você foca nas vendas do mundo real e o online é sua vitrine, seu complemento, seu outro canal mas não o único. Manda suas malinhas, participa de eventos e lojas colaborativas que estão reabrindo felizmente e a tendência é de melhora, uma vez que estamos todos sendo vacinados e a normalidade da vida volta a ser uma realidade próxima. Ou seja, cria um fluxo de ações de venda que não depende só da internet, como era antigamente.


Quantas mulheres você conheceu que vendiam roupas, joias, alimentos, cosméticos muito antes da internet existir e sustentavam famílias inteiras assim? Não podemos descartar estes métodos de venda pois eles não pertencem ao passado, só ganharam mais um canal de vendas que é a Internet. Mas antes desse advento, os negócios também eram feitos, gente!

Estar na internet, ter uma presença digital bem construída, site, insta e afins é fundamental para que sua marca cresça e você torne sua marca conhecida, claro!! Mas não deixe de lado a força da venda presencial, dos seus grupos, do seu bairro, dos seus amigos e familiares. Construir um negócio sólido offline pode ser o caminho para marcas menores se estabelecerem financeiramente e só depois ampliarem suas vendas para o mundo virtual.


Marcas menores, de conceito slow, produção artesanal e coleções pequenas tem muito a ganhar no meio físico, fazendo da internet e das vendas online parte da sua estratégia e não sua única fonte de renda e negócios.


Para saber se você está gerenciando bem seus recursos, canais de venda, produção e todas as demais áreas de sua empresa, o Canvas do Modelo de Negócios é um ótimo aliado. Baixe nosso ebook gratuitamente no botão abaixo para entender a ferramenta e aplicar no seu negócio.




1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo